bnb

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Depois de Brejo Santo, Ceará sem Drogas chega hoje a Boa Viagem


Depois de passar nesta quinta-feira (27) por Brejo Santo, na Região do Cariri, A campanha Ceará sem Drogas chega nesta sexta (28) a Boa Viagem, no Sertão de Canindé. Em Brejo Santo, aproximadamente, três mil pessoas, especialmente crianças e jovens. O projeto, idealizado em 2014 pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), percorre o Ceará promovendo conscientização sobre os malefícios do abuso das drogas. O ex-prefeito de Brejo Santo, Guilherme Landim e o prefeito de Mauriti Mano Morais prestigiaram o evento.
No Ginásio Welingtão, a manhã foi de conversa, partilha de experiências, além de muitas perguntas e esclarecimentos sobre a dependência química, com o ídolo do esporte e comentarista Walter Casagrande. Gestores públicos, prefeitos, vereadores e secretários da região participaram do evento, ressaltando a importância da iniciativa.
Zezinho Albuquerque disse que, ao perceber a quantidade de jovens dependentes químicos, decidiu que era preciso tomar uma posição e sensibilizar a sociedade cearense para o assunto. “O projeto está sendo copiado em diversas outras cidades e, agora, Brejo Santo também faz parte dessa história”, afirmou. O deputado lembrou ainda que, segundo apresentação do secretário de Segurança e Defesa Social do Ceará, André Costa, na AL, 85% das pessoas assassinadas em Fortaleza tinham algum envolvimento com as drogas e o tráfico, o que indica o tamanho do problema a ser enfrentado.
Teresa Landim (PDT), prefeita de Brejo Santo, cidade que fica aos pés da Chapada do Araripe e tem cerca de 50 mil habitantes, observou que o evento é uma grande oportunidade para a prevenção e o resgate das pessoas que se envolveram no “mundo das drogas”. Ela agradeceu a presença de Walter Casagrande, que, com suas mensagens e relatos, pôde alertar tantos jovens sobre o problema da dependência química.
Sob os olhares atentos dos jovens e, especialmente, dos atletas que enchiam o ginásio, o ex-jogador da seleção brasileira de futebol e comentarista esportivo Walter Casagrande compartilhou os acidentes, problemas de saúde, internações e processos de reabilitação que fizeram e fazem parte da vida dele. Ele alertou para o prazer que as substâncias oferecem, mas principalmente para a forma como fazem tantas pessoas perderem o controle de suas vidas.