bnb

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Tasso diz que não renuncia

O presidente em exercício do PSDB, senador Tasso Jereissati, afirmou na segunda-feira (21) que não vai renunciar ao comando interino do partido. Tasso acrescentou ainda que, se o presidente licenciado da legenda, senador Aécio Neves (MG), quiser reassumir o mandato, ele cumprirá o regimento interno.
"Não precisa pressionar pela minha saída. Esse é um gesto unilateral do Aécio. Se ele quiser reassumir o comando do PSDB, é um direito dele. Agora, da minha parte, não vou arredar [recuar] o pé!", disse Tasso.
O senador cearense também disse que identificou o movimento de tucanos governistas que tentam colocar outro vice-presidente no comando do PSDB. "Se Aécio quiser colocar outro vice, ele que faça isso! É só reassumir o partido e fazer a mudança", ressaltou.
Na avaliação de Tasso, os tucanos governistas querem usar a propaganda partidária do PSDB que criticou o "presidencialismo de cooptação" como pretexto para tirá-lo do comando da legenda.
"Estão querendo aproveitar o momento para fazer uma onda para me tirar do comando do partido. No filme [programa de televisão], não há uma acusação contra Temer. Não há qualquer acusação para quem votou no governo. Estão superestimando o filme para fazer a mudança no partido", desabafou.
O senador disse também que não se arrepende da linha adotada pelo programa partidário. Segundo ele, é preciso avaliar junto aos eleitores o efeito do programa. "Minha intenção foi esta: a de abrir um debate".
(Blog do Camarotti)