bnb

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Governo do Ceará assina termo de cooperação com Instituto Ayrton Senna


Com o intuito de desenvolver as competências socioemocionais de estudantes da rede estadual de ensino, o Governo do Ceará firmou parceria com o Instituto Ayrton Senna, nesta segunda-feira (28), por meio de assinatura de um termo de cooperação para assessoria técnica. A solenidade foi realizada no Palácio da Abolição e contou com a presença da vice-governadora, Izolda Cela, da primeira-dama, Onélia Leite de Santana, do secretário da Educação, Idilvan Alencar, e da presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna.
A pactuação entre Estado e a organização sem fins lucrativos visa à promoção da educação de tempo integral no Ceará. A ação vai compor quatro horas semanais a mais na carga horária dos alunos do Estado, a princípio, em 130 escolas que possuem Núcleos de Competência Socioemocional, o que corresponde a 20% da rede. Em 2017, foram selecionados 30 psicólogos, que passaram por treinamento e já estão atuando.
Izolda Cela avalia que a assinatura do termo representa um momento inovador, que traz para pauta a formação mais completa de crianças e jovens ao cumprir objetivos para além dos saberes básicos na educação pública, tirando-os de zonas vulneráveis e abrindo mais oportunidades no ensino estadual. "Estamos trabalhando para a formação de pessoas, formar cidadãos e cidadãs, capazes de traçar um projeto de vida, ter atitudes de responsabilidade perante a sociedade como adultos e trabalhadores, solidários e de convivência pacífica", ressalta a vice-governadora.
Sobre o avanço das escolas em tempo integral, Izolda explica que não se trata meramente de prolongar o período do aluno na escola, mas de ampliar os aprendizados e o cuidado sobre cada estudante. "Só mais tempo não responde pela qualidade. É mais tempo com mais qualidade, enriquecendo o projeto pedagógico. Abrimos a possibilidade da equipe da escola ter condições muito melhores de conhecer cada aluno e saber das necessidades, planejar tudo de forma mais firme. Os jovens terão mais tempo para oportunidades e fortalecer o compromisso com a formação", finaliza.
O governador Camilo Santana sancionou no último dia 20 de julho a Lei que define a nova política de Ensino Médio em Tempo Integral na rede pública estadual de ensino. A Lei autoriza a oferta do Tempo Integral com jornada diária de 7 a 9 horas ou no mínimo 35 horas semanais, em 71 escolas que já estão em funcionamento, assim como nas próximas que de forma progressiva vierem a ser criadas.
(Governo do Ceará)