bnb

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Ceará integrará pesquisa internacional para controle do Aedes aegypti

alt 
O Ceará deverá se juntar a Pernambuco e Paraíba na pesquisa do projeto VectorWEB, sistema de vigilância automatizada de mosquitos como o Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika, desenvolvido pela Johns Hopkins University (JHU) – Biomedical Engineering, dos Estados Unidos. Foi o que sinalizou o secretário da Saúde do Ceará, Henrique Javi, à professora Sylvia Lemos Hinrichsen, coordenadora do projeto na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), durante visita técnica de professores e pesquisadores da JHU ao Ceará. Nesta quinta-feira (24), a equipe de pesquisadores da JHU esteve na Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Durante visita técnica à Sesa, a equipe conheceu o cenário epidemiológico das arboviroses no Estado e visitou o laboratório de entomologia do Núcleo de Controle de Vetores (NUVET), antes de se reunir com o secretário Henrique Javi. Nesta sexta-feira, 25, os pesquisadores estarão em Cascavel, onde conhecerão as estratégias de combate ao Aedes aegypti desenvolvidas no Ceará.

O sistema de vigilância automatizada de mosquitos facilita o gerenciamento de informações acerca de aéreas endêmicas do Aedes Aegypti, disponibilizando o nível de infestação em tempo real. Para se integrar à pesquisa, a Secretaria da Saúde do Ceará deverá endossar carta de anuência do projeto.