quinta-feira, 20 de julho de 2017

Nota de Esclarecimento da vereadora Rita Monteiro

Vereadora Rita Monteiro

A vereadora Rita Monteiro, por meio de sua assessoria jurídica, representada pela advogada Tatiane Félix Moraes, contestou a informação posta neste blog no último dia 12 com o título: "Moralidade - Câmara nega passagens e diárias para vereadoras acompanhar julgamento precatório dos professores".
De acordo com texto assinado pela vereadora Rita Monteiro, ela repudia a informações do blog e diz não ser adepta as viagens pagas com o dinheiro público e que não há imoralidade diante das viagens que realizou a serviço da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte.
"Este ano de 2017 realizei viagens a serviço do legislativo, sendo elas ordenadas da seguinte forma:
Portaria 133/2017, liberadas diárias e viagens com o objetivo de ir tratar de assunto acerca da lei de retificação territoriais dos municípios de Juazeiro do Norte, no Gabinete do deputado Júlio César, e depois, estando na Assembleia estive no gabinete do Dr. Santana.
Portaria 140/2017 liberada diárias e viagem com objetivo de ir deixar pessoalmente ofício nos gabinetes dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa com o objetivo dos mesmos intervirem junto ao Governo Federal e Ministério da Saúde para que pudessem liberar verba para os hospitais: São Vicente,  Santo Antônio, São Vicente de Paula em Barbalha que atendem a grande quantidade de pacientes de Juazeiro do Norte... (sic)".
A vereadora prossegue: "As diárias são regulamentadas pela 505 de 25 de agosto de 2015 e para tanto precisa de aprovação da mesa diretora. Quando a vereador (a) chega de viagem é obrigado a prestar contas com recebido e relatórios das ações realizadas de forma a prestar contas com os demais vereadores, onde o relatório é lido em plenário. Além disso, na viagem que fui representando a Câmara, estive no gabinete da Presidência do Senado, senador Eunício Oliveira, onde fomos recebido por sua assessoria e que diante de nossa ida e clamor da população obtivemos resultados positivos, pois o senador conseguiu uma emenda de R$ 11 milhões para os três hospitais.
Diante dos fatos não há imoralidade em representar o legislativo seja na marcha para vereadores ou mesmo nacional porque quem delibera é mesa diretora e como já foi dito somos obrigados a prestar contas.
Por fim, e Retificando o dito na reportagem, as diárias solicitada por esta vereadora que faz parte da Comissão da Educação, para viagem a Recife com intuito de estar presente no julgamento do processo do precatório, foi sim concedida pela Diretoria da Câmara dos Vereadores. E a viagem tinha como objetivo acompanhar o processo de julgado, explanações, explanações, defesa, debate e decisões, para só assim, como representantes do povo, passar para os mesmo o que realmente aconteceu, como foi decidido, de que forma, como a prefeitura, nesse caso parte do processo se manifestou, ou seja, seríamos os olhos do povo, que nesse momento não poderiam estar presente.
Portanto, esta vereadora esclarece que nunca se utilizou de recursos públicos em benefícios próprios ou turismo, sempre priorizando o povo, e lutando pelos direitos dos cidadãos juazeirenses..(sic).
Rita Monteiro
Vereadora