bnb

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Tendência é absolvição da chapa Dilma-Temer em julgamento no TSE

Quatro dos sete ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devem abrir caminho hoje para a absolvição da chapa Dilma-Temer. A maioria do pleno divergiu do relator Herman Benjamin e se manifestou ontem, informalmente, a favor da retirada das delações do processo de investigação no Tribunal.
A medida, que deve ser acatada por maioria do TSE, faz parte de uma das preliminares das defesas de Michel Temer (PMDB) e da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) com objetivo de anular ou retardar o julgamento. A posição da relatoria havia sido pela rejeição da questão.
O posicionamento de cada ministro, a se confirmar hoje no ato do voto, deve indicar uma primeira vitória do presidente no julgamento.