BNB

BNB

sexta-feira, 9 de junho de 2017

"Meu voto é pela cassação da chapa eleita em 2014", afirma relator no TSE, que cita 6 ilícitos




O relator e ministro Herman Benjamin votou "pela cassação da chapa eleita em 2014", no início da tarde desta sexta (9), no quarto dia de julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A sessão foi encerrada às 13h30min, com retorno previsto para às 14h30min.
"Mesmo que não tivéssemos nenhum ilícito ou infração isoladamente muito grave, que nao é o caso desse autos, a multiplicidade de ilicítos menores, por esta tese do conjunto da obra, justifica a cassação de mandato. A verdade é que sua consideração em conjunto torna incontestável a ocorrência de tais vícios", frisou.
Desde a última quinta, o relator cita provas e argumentos que configuram abuso de poder econômico na campanha presidencial de 2014 com a disponibilização, pela Odebrecht, de recursos acumulados desde 2009 numa “conta poupança”, a pedido dos ex-ministros da Fazenda Antonio Palocci e Guido Mantega. "Era uma confusão absoluta entre caixa um e caixa dois. Era um abraço de siameses”, ponderou.
DN