BNB

BNB

sábado, 27 de maio de 2017

Festival de Jericoacoara de Cinema Digital prestará homenagem aos 50 anos do filme "Terra em Transe", de Glauber Rocha


O ator Paulo Autran participou do filme Terra em Transe.

O VI Festival de Jericoacoara Cinema Digital, que acontecerá de 7 a 13 de junho, prestará homenagem aos 50 anos de uma das obras mais emblemáticas, polêmicas e persistentes do cinema brasileiro: o filme "Terra em Transe", de Glauber Rocha. O evento, que tem entrada franca em toda a programação e reúne realizadores de 13 estados brasileiros na paradisíaca praia cearense, contará com dois dias de debate sobre o filme, discutindo diversos aspectos do filme, de sua repercussão nacional e internacional e de sua influência sobre a produção audiovisual e o pensamento contemporâneos, incluindo referências à atual crise política brasileira.
A homenagem a "Terra em Transe" foi revelada no lançamento do festival, na quinta-feira (25), no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Fortaleza, e foi destacada pelo diretor do festival, cineasta cearense Francis Vale. O destaque a "Terra em Transe", filme que causou polêmica em todo o País, inclusive no Ceará, quando de seu lançamento em 1967, mas que segue sendo aclamado internacionalmente como uma das obras-primas do cinema nos anos 60, foi ressaltado no evento.
"Em Jericoacoara teremos dois dias de debate sobre o 'Terra em Transe', reforçando nossa proposta de apontar para as novidades do audiovisual brasileiro, com a mostra competitiva de curtas-metragens, mas também de levar ao público mais jovem conhecimento e discussão sobre grandes obras da história do nosso cinema", destacou Francis Vale. "'Terra em Transe' tem metáforas, alegorias e leituras extremamente atuais, ainda mais em tempos de crise como os que vivemos no Brasil de hoje", acrescentou.