bnb

domingo, 16 de abril de 2017

Agora o PT racha de vez

Outrora companheiros, agora Guimarães e Luizianne estão à beira do rompimento político

Assim como em Juazeiro do Norte, em Fortaleza, o PT não consegue manter a unidade. Neste final de semana, a briga interna dos petistas ganhou mais força na mídia da capital. É que foi anunciado o rompimento entre seus dois maiores caciques, os deputados José Guimarães e Luizianne Lins. Além disso, a indefinição sobre qual ala vai comandar o PT de Fortaleza pelos próximos ano.
A Direção Executiva Estadual confirmou a vitória do vereador Acrísio Sena, porém a questão ainda será levada a uma comissão nacional devido a recursos do outro candidato, Deodato Ramalho.
Segundo as urnas, Acrísio venceu por uma diferença de três votos – 1.509 contra 1.506. No entanto Deodato afirma que três urnas sofreram interferências externas e o caso será levado a nível nacional.
A decisão ficará para a próxima terça-feira (18), quando a comissão nacional dará o resultado final.
GUIMARÃES X LUIZIANNE
Na disputa eleitoral interna pelo diretório Luizianne acusa Guimarães de querer ganhar na marra o controle do PT de Fortaleza, ora controlado por ela. Luiziane não suporta a forma de fazer política do deputado Guimarães, que é aliado ao governador Camilo Santana, maior liderança do partido no Ceará, mas que se mantém a distância desse briga interna. Já o Guimarães não suporta o modo de Luizianne administrar.
E o que se comenta na capital é que eleição do PT de Fortaleza já virou caso de polícia pela quantidade de denúncias e gravações telefônicas exibidas.
JUAZEIRO
Na terra do Padre Cícero, o PT decidiu continuar como estar, ou seja, deixando sob o comando do deputado estadual em exercício do mandato Dr. Santana, ligado ao grupo de Guimarães. Quem vence a eleição municipal foi Vanda Rosendo, que já anunciou que vai continuar o processo de expulsão do "infiéis" que deixaram de apoiar a candidata de Dr. Santana e posteriormente de seu filho Gabriel, para apoiar Arnon Bezerra, candidato pelo PTB.
Hoje os "infiéis" estão contemplados com cargos na administração municipal e se lixando pro PT. Muito embora insatisfeitos com os cargos, mas estão lá.