BNB

segunda-feira, 20 de março de 2017

Travesti sofre tentativa de homicídio

Paulete foi agredida em Morrinhos.

Paulete, uma travesti de 42 anos, sofreu tentativa de homicídio na madrugada deste domingo, 19, em Morrinhos, município cearense localizado na Região Norte do Estado. A vítima foi agredida com socos, chutes e facadas por três homens. Dois suspeitos foram capturados pela Polícia e o terceiro segue foragido. O crime ocorre pouco mais de um mês depois da morte de Dandara do Santos, em Fortaleza, que chocou o País.
Segundo o subtenente Edimar Ferreira, do destacamento de Morrinhos, o crime aconteceu após uma discussão entre Paulete e os três homens, após os quatro deixarem um bar próximo ao rio Acaraú, no bairro Beira Rio. Sem chance de defesa, a vítima recebeu chutes e socos na cabeça, além de facadas que atingiram o pescoço e o estômago. A Polícia não descobriu a motivação da agressão.
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que os dois homens, um deles de 30 anos e o outro de 33, respondem por homicídio e estavam em liberdade condicional. Os dois foram encaminhados à Delegacia Regional de Acaraú. A Polícia continua à procura do terceiro agressor.
Com a voz embargada, Maria Tereza de Andrade, irmã da vítima, informou ao O POVO Online que Paulete está internada em estado grave na Santa Casa de Misericórdia de Sobral. “Ela não merecia isso”, disse Maria Tereza, com razão e revolta.
VAMOS NÓS:
Lamentável que nenhuma ONG ou entidade ligada à defesa LGBT no Cariri tenha se manifestado publicamente sobre a morte da travesti Dandara dos Santos, ocorrida mês passado em Fortaleza.
Nos quatro cantos do Ceará houve manifestação em memória a Dandara, porém no Cariri, ONGs e entidades cruzaram os braços. Talvez se fosse pra arrecadar ou fazer festa, essas entidades e ONGs teriam feito algo em memória da travesti. Lamentável!
(Com informações do O Povo)