bnb

terça-feira, 7 de março de 2017

Capturados cinco envolvidos na morte da travesti Dandara

Quatro suspeitos de envolvimento no assassinato da travesti Dandara dos Santos, no Bom Jardim, foram capturados nesta terça-feira, 7, em Fortaleza e no Trairi. Na tarde desta segunda-feira, 6, outro envolvido já havia sido capturado. As informações sobre o caso foram repassadas em coletiva de imprensa nesta tarde com a participação do secretário da Segurança, André Costa, e o delegado responsável pelo inquérito, Bruno Ronchi, titular do 32º Distrito Policial (DP).
Os suspeitos capturados são três adolescentes, com idades de 16 e 17 anos, e dois homens, conforme o delegado Bruno Ronchi. Entre os envolvidos detidos pela Polícia, estão o responsável pela gravação do vídeo do crime, que viralizou nas redes sociais, e um dos rapazes que aparece nas imagens agredindo Dandara.
De acordo com o secretário André Costa, a investigação aponta que o homem responsável pela filmagem do crime é um traficante conhecido na região. "As provas demonstram essa pessoa. Será feito uma perícia de reconhecimento de voz", comentou o titular da pasta.
Após a captura dos cinco suspeitos, a Polícia continua as buscas por outros envolvidos no homicídio. O delegado Bruno Ronchi não divulgou o número de pessoas que são procuradas para não atrapalhar o andamento das investigações. O titular do 32º DP também afirmou que ainda está em apuração sobre o autor dos disparos que matou Dandara. "Tem algumas indicações de pessoas que podem ter efetuado os disparos, mas a gente não vai afirmar no momento. O inquérito está em andamento", contou o delegado.
Uma das questões ainda em aberto sobre o caso é a motivação do crime. "Em relação à motivação ainda faz parte da investigação. No caso de homicídio é importante desvendar o motivo porque, a depender do motivo, pode gerar qualificadora para esse crime", explicou o secretário.
As prisões e apreensões dos envolvidos são resultado de uma operação conjunta das forças de segurança do Ceará - Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Perícia Forense e agentes lotados nas Coordenadorias da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
(O Povo)