bnb

quarta-feira, 29 de março de 2017

Caminhada vai marcar luta contra a suspensão de atendimento pelo SUS nos hospitais de Barbalha


A direção e servidores do Hospital do Coração e da Maternidade São Vicente de Paulo, ambos localizados em Barbalha, irão realizar nesta sexta-feira (31),  caminhada de protesto pelas principais ruas e avenidas da cidade para esclarecer a população do Cariri sobre a atual situação de ausência de resposta do Ministério da Saúde em relação aos débitos do SUS correspondente à produção excedente de alta complexidade.
Os dois hospitais ameaçam suspender o atendimento ambulatorial e emergencial pelo SUS, já que as despesas cobertas pelo SUS não cobrem sequer o serviço oferecido.
No final de fevereiro, o prefeito de Barbalha Argemiro Sampaio chegou a fazer propaganda nos meio de comunicação da região, anunciando que já havia solucionado a questão dos hospitais de Barbalha por meio da bancada do PSDB (partido do prefeito) e o PMDB, em Brasília.
O próprio Argemiro chegou a fazer parte de uma comitiva que foi à Capital Federal para se reunir com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, mas sequer o ministro estava em Brasília. O assunto ficou pra resolvido pelo secretário-executivo do ministério, que até agora nada fez.
A caminhada está agendada para as 8 horas desta sexta (31) com concentração em frente ao Hospital do Coração.