BNB

quinta-feira, 23 de março de 2017

Câmara Municipal joga responsabilidade de ouvir secretário Evaldo Soares para o Ministério Público


Mal começou o ano legislativo, a Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, já dá sinais de que dificilmente vai contrariar as ações do executivo. Nesta quinta-feira (23), por 11 votos contrários, 3 favoráveis e duas abstenções, o plenário da casa desaprovou a convocação do secretário de Gestão Evaldo Soares. A convocação havia sido requerida pelo vereador Demontier Agra, pois segundo o mesmo, o secretário havia desrespeitado a casa ao sequer responder ofício enviado há mais de uma semana pela câmara para que Soares desse explicações sobre a duplicidade do desconto do Imposto de Renda no contracheque dos servidores municipais.
Votaram contra a convocação os vereadores: Darlan Lobo, Aninha Teles, Damian de Firmino, David Araújo, Preto Macedo, Nivaldo Cabral, Valmir, Márcio Jóias, Auricélia, Adauto Araujo e Capitão Vieira.
Votaram a favor da convocação: Demontier Agra, Tarso Magno e Zé Barreto.
Se absteram: Rita Monteiro e Jaqueline Gouveia.
A maioria dos vereadores que votaram contrário se justificaram afirmando que a casa já havia emitido ofício ao Ministério Público solicitando a oitiva do secretário Evaldo Soares, ou seja, se eximem de suas funções que é de fiscalizar o executivo e jogam a responsabilidade para o Ministério Público, como se esse órgão tivesse a responsabilidade de ouvir por eles o secretário.
O fato é, a maioria não quer se indispor com o prefeito Arnon Bezerra, pelo menos por enquanto.