BNB

segunda-feira, 20 de março de 2017

Câmara Municipal do Crato debate fechamento de escola

Professor Samuel Siebra é contra fechamento da escola. (Foto: Divulgação)

A Câmara Municipal do Crato abriu espaço para agentes de trânsito e ao professor da rede estadual de ensino Samuel Siebra. As questões ligadas à educação no município voltaram a ser discutida. “Foi muito proveitosa a discussão porque demonstra que os vereadores e a população estão preocupados com a educação”, avaliou o presidente da Câmara, Florisval Coriolano (PRTB). “É muito triste essa palavra fechamento, mas é o que está acontecendo”, acrescentou.
A coordenadora da Crede 18, Luciana Brito, poderá participar de sessão para esclarecer a situação do provável fechamento da Escola Presidente Vargas, muito provavelmente pela insuficiência de alunos. “Quem poderia dar todas as informações seria a professora Luciana que aguardamos. Vou entrar em contato com ela para que ela marque uma data para vir”, assegurou o presidente.
Utilizando a palavra no pequeno expediente, o vereador Roberto Anastácio (PTN) retomou as discussões sobre o possível fechamento da escola estadual Presidente Vargas, localizada no bairro Mirandão. Segundo o vereador, “toda vez que se fecha uma escola a probabilidade de ter que abrir um presídio é imensa”.