BNB

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Juiz aposentado acusado de pedofilia volta para a prisão

O Ministério Público Federal conseguiu, nesta quarta-feira (15), a prisão preventiva do juiz de Direito aposentado, Sávio Pereira, acusado de pedofilia na internet e abuso sexual de crianças. O juiz de 73 anos, foi denunciado pelo MPF em ação penal, após investigação apontar o envolvimento dele em estupros de pelo menos dois vulneráveis praticados entre 2015 e 2016.
Em operação de busca e apreensão realizada na residência do denunciado, também foi encontrado vasto material contendo pornografia infantil e disponibilização de parte desse conteúdo na rede mundial de computadores.
Sávio Pereira havia sido preso em dezembro do ano passado, mas em janeiro deste ano, teve a prisão relaxada pela Tribunal de Justiça e agora já está de volta à Penitenciária Industrial Regional do Cariri (Pirc).
De acordo com a denúncia do MPF, “com base no forte lastro de provas coletado, foi evidenciado o grave risco concreto à ordem pública da liberdade do investigado”, daí o pedido de prisão preventiva.
Pelos crimes cometidos pelo réu, a pena pode chegar a 61 anos e 8 meses de prisão.