terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Cheiro de traição em Barbalha

Rosario está ptestes a trair base do governador 

Tem cheiro de traição em Barbalha. Esse é o sentimento dos barbalhenses, que acompanham o desenrolar da tentativa de assédio ao vereador eleito Rosário (PTN). Parlamentar bem votado nas eleições de outubro passado com 1.401 votos, Rosário fez parte da coligação que apoiou o candidato Fernando Santana (PT) e agora pode mudar de lado, traindo o grupo do governador Camilo Santana, que o apoiou na eleição.
De olho em fazer a maioria na câmara municipal, o prefeito eleito Argemiro Sampaio (PSDB) tem investido pesado no grupo da oposição, que fez nove dos 15 vereadores para a próxima legislatura.
Para atrair Rosário, o prefeito eleito tem oferecido vantagens e até apoiá-lo na disputa pela presidência da Câmara Municipal, uma vez que o grupo oposicionista esta bem articulado e coeso em fazer uma oposição responsável e bem solidificada à futura administração municipal.
Se concretizada a traição, Rosário irá por caminho, no qual, considerado imperdoável para o grupo que o ajudou e principalmente, para os eleitores que o elegeram, pois a expressiva votação recebida na zona rural de Barbalha foi baseada no apoio dado pelo governador Camilo Santana.
Vale ressaltar ainda que Rosário ainda corre risco de ter mandato cassado por problemas com a Justiça Eleitoral. Assim sendo, amigos e correligionários do vereador aconselham a pensar duas vezes, antes de consumar o ato da traição.