sábado, 22 de agosto de 2015

Banda alega não ter recebido cachê e cancela show com 20 mil pessoas


Repercute em toda Região do Cariri e Centro-Sul cearense, a "saia justa", causada pelo Banda Jonas Esticado, de propriedade do promotor de evento Iury do Paredão. A banda não subiu ao palco para se apresentar para cerca de 20 mil pessoas, em Lavras da Mangabeira, na festa de comemoração aos 199 anos do município, na Região Centro-Sul do Estado. Segundo o blog do jornalista Roberto Moreira (Diário do Nordeste), o promotor teria impedido a banda se apresentar por não ter recebido o cachê, frustando os milhares de fãs do cantor e da banda, presentes ao evento.
Nesta sábado (22), o secretário de Finanças de Lavras, Jordão Tavares enviou nota a imprensa esclarecendo que o município não deixou de arcar com suas responsabilidades no tocante à festa. "A legislação que rege a administração pública determina que as despesas sejam quitadas ou pagas, somente após a realização de serviço, ou entrega dos bens de consumo ou equipamento ou execução de obras. Jamais o município de Lavras da Mangabeira autorizará a realização  de pagamentos de dispêndios com dinheiro público sem que todas as obrigações contratuais tenham sido efetivamente cumpridas pelos responsáveis. sic", diz a nota.
O blog não conseguiu localizar por telefone o empresário Iury do Paredão. Seu aparelho celular chamou por várias vezes, mas as ligações não foram atendidas. As ligações ocorreram entre 11h e 11h10min deste sábado (22).