terça-feira, 26 de maio de 2015

PMDB encaminhará voto favorável às Medidas Provisórias mantendo o fim do fator previdenciário

Durante reunião da bancada do PMDB e do Bloco da Maioria na tarde desta terça-feira (26), o líder Eunício Oliveira reafirmou que não assinará requerimento para inverter a pauta de votação da sessão de hoje.
Ele informou que, com o apoio dos membros da bancada, encaminhará voto favorável a Medida Provisória (MP) 665, com o acordo com o governo de vetar o artigo que trata sobre a noventena do abano salarial. Além do abono salarial, a medida traz mudanças no seguro desemprego e seguro defeso.
Sobre a MP 664, que trata sobre auxílio doença e pensão por morte além de mudanças na concessão de aposentadorias, Eunicio informou que encaminhará voto favorável à medida, sem nenhuma alteração. "O PMDB tem o compromisso de manter o texto como está. Se a nova fórmula de cálculo passa a ser um problema do governo, o governo precisa discutir a questão e apresentar outras opções. Mas não temos mais condições de manter o fator previdenciário", disse.
Ao criticar o processo de tramitação das medidas provisórias, Eunicio pediu que todos os senadores da bancada intercedam ao presidente da Câmara para que a Casa vote o projeto de resolução, já aprovado pelo senado, que define regras para avaliação das MPs, definindo prazos para discussão da matéria na Câmara e no Senado. "Da forma como está o Senado nunca tem chance de fazer modificações e não nos dá prazo para mudar. Assim como vai acontecer com a MP 665, quando estamos pedindo para a presidente vetar uma mudança que poderia ser feita por nós. E não é papel nosso ficar aqui pedindo que a presidente vete matérias", argumentou.
(Assessoria do PMDB)