segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Identificados corpos da família morta em acidente. Velório e sepultamentos serão em Juazeiro do Norte

Foto: Facebook
A Polícia já identificou os corpos das cinco vítimas do acidente envolvendo um automóvel Ônix de placas ORT-2866 e o ônibus da empresa Guanabara, de placas OSR-6278, ocorrido na tarde de domingo de carnaval (15), na CE-060, entre Várzea Algre e Iguatu, na Região Centro-Sul do Estado.
Os corpos só devem chegar neste final da tarde, em Juazeiro do Norte, onde serão velados e, em seguida, sepultados.
O veículo era dirigido pelo economiário e gerente da Caixa Econômica Federal de Iguatu, Adaílton Pires Salviano, de 35 anos; que perdeu o controle do veículo numa curva e capotou indo de encontro ao ônibus que vinha no sentido Fortaleza-Várzea Alegre.
No impacto, além do gerente da Caixa, morreram a esposa dele, Cícera Lopes Vieira Pires, 41; e sos filhos Rafael Vieira Pires, 2; e Artur Vieira Pires, de 9 anos. A quinta vítima foi identificada como sendo Ticiane Maria Vieira Rodrigues, de 9 anos, que era parente das vítimas e estava no mesmo veículo. Todos residiam em Juazeiro do Norte. A família no bairro João Cabral, enquanto Ticiane morava com os pais no bairro do Socorro.
Os corpos ainda continuam no IML de Iguatu e só devem ser liberados após o meio-dia desta seugnda-feira (16). De Iguatu seguem para Juazeiro do Norte, onde devem ser velados, provavelmente no Anjo da Guarda. Os sepultamentos só devem ocorrer nesta teraç-feira (17)., em Juazeiro do Norte.
O ACIDENTE
Conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o acidente ocorreu pouco depois das 16 horas de domingo (15). No momento chovia muito e a pista estava escorregadia por conta da areia de uma obra às margens da rodovia ter invadido a pista. O motorista do Ônix teria perdido o controle do carro numa curva e capotou indo de encontro à frente do ônibus que vinha em sentido contrário. "O impacto foi tão forte, que o motor do carro foi jogado à distância. Não havia como alguém sobreviver", disse o delegado Flávio Santos.
No ônibus da empresa Guanabara viajavam 31 passageiros. A empresa afirmou através de nota, que apenas quatro sofreram cortes superficiais e foram levados para o hospital de Várzea Alegre. Em seguida, todos seguiram viagem em outro ônibus.