quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Coluna do Renato Casimiro: "Boa tarde para você, Alemberg Quindins"


Boa Tarde para Você, Francisco Alemberg de Souza Lima.
Na semana passada eu satisfiz a minha curiosidade, de há muito instigada, para conhecer uma instituição sobre a qual eu não perdoava a minha ignorância, e fui ver de perto a Fundação Casa Grande e o seu Memorial do Homem Kariri, fundado por Alemberg Quindins, em Nova Olinda.
A Fundação e seu Memorial, de natureza cultural e filantrópica, foram fundados em 19 de Dezembro de 1992, e já são declarados de utilidade pública municipal, estadual e federal, tombados pelo patrimônio histórico municipal, e registrados perante diversos Conselhos de Assistência Social pelo país.
Enfim, Alemberg, eu fui ver a sua grande obra, talvez o milionésimo curioso, destes últimos mais recentes a estar ali, assinando o livro de visitantes deste ano, já perto dos 50 mil.
Que extraordinário fato este que a Fundação desencadeia ao proporcionar a este Sul cearense um novo e importante vetor de destino turístico, e de núcleo de pesquisa, ampliando muito o que possibilitou a inserção definitiva do município de Nova Olinda no roteiro cultural do Cariri!
Isso foi tão importante que quebrou a aparente polarização de outrora em torno de Patativa do Assaré e o sítio paleontológico da serra de Santana, sem falar na hegemonia deste Crajubar.
Fui recebido à porta por uma garota muito simpática, Yasmin, minha guia de apenas 9 anos, instrumentista de cordas, produtora e apresentadora de um programa de rádio sob o título “O meu olhar sobre a Escola”.
O que é isso, meu amigo Alemberg? Aliás, a resposta você já nos havia dado muito antes ao dizer que a Fundação veio para transformar pois, “Transformar é reconhecer talentos e criar oportunidades para que eles desabrochem.”
Nestes anos de trabalho, necessário se faz citar os prêmios recebidos, os reconhecimentos nacional e internacional, por Angola, Moçambique, Portugal, Itália, Alemanha e outros, e os projetos desenvolvidos em frentes diversificadas que contemplam a memória do homem kariri, a arte, o turismo e a cultura que integram os programas de capacitação de crianças e adolescentes.
É muito relevante, Alemberg, esta visibilidade internacional que tem sido dada ao projeto, graças às atividades que são realizadas como workshops, exposições itinerantes e apresentações de shows com as crianças e jovens da Casa Grande que divulgam as potencialidades da região, o meio ambiente, a cultura popular, e a própria entidade.
Vocês fazem também o resgate da cultura local nas áreas de arqueologia, mitologia, artes e comunicação, usando canais de rádio e TV, uma editora de gibis e um museu que conta com um rico acervo de milhares de títulos de livros, gibis, clássicos do cinema, com o objetivo de desenvolver a capacidade de liderança das crianças a partir de laboratórios de produção.
O que há de essencial em todo este vitorioso projeto, Alemberg, eu penso que é sem dúvida a sua determinação e a de Rosiane Limaverde em realizar com todo o empenho todas estas ações que de outra sorte talvez só acontecessem se isto gerasse recursos financeiros aos seus empreendedores.
Vocês se atiraram a este propósito e é surpreendente que façam um amplo programa de formação pessoal e social de crianças de Nova Olinda a custos tão reduzidos, a partir de uma cifra como R$0,70 por cada visitante, independentemente se é turista, pesquisador, ou estudante que procure a Fundação.
Mesmo reconhecendo que a função primordial da Fundação não é profissionalizar o jovem, forçoso é reconhecer que a missão da Casa Grande termina por produzir novos valores que já estão invadindo espaços midiáticos muito nobres, para ações culturais por este país.
Testemunho aqui, Alemberg, com os meus parabéns e reconhecimento público, um tanto tardio, mas sincero, desta imensa e meritória missão que vocês vêm cumprindo à frente da Fundação Casa Grande, que existe para a nobilíssima tarefa de ampliar o horizonte de vida dos nossos jovens e de quebra resgata a história deste homem kariri.
(Crônica lida durante o Jornal da Tarde, da FM Padre Cícero, Juazeiro do Norte, em 31.12.2014)