segunda-feira, 22 de setembro de 2014

De cada 3 eleitores do Ceará, 2 não sabem em quem votar para deputado estadual e federal

Dois a cada três eleitores do Ceará ainda não definiram em quem vão votar para deputado estadual e federal. Apesar do acirramento nas corridas pelo Governo e Presidência, a pesquisa O POVO/Datafolha revela que disputas pela Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa ainda passam ao largo entre a opinião pública. A duas semanas até a eleição, 68% dizem não saber em quem votar para deputado federal e 64% para deputado estadual.
Considerado o principal espaço de representação política da população, o parlamento costuma ser deixado por último na escala de prioridades do eleitor.
Na atual legislatura, pouco se produziu em termos de leis que alteraram de forma significativa a vida da população, sendo a maioria dos projetos batizando órgãos ou instituindo datas. A fiscalização do Executivo, outra das prerrogativas do parlamento, também foi tímida, sem a instalação de nenhuma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades no governo.
A indefinição ocorre sobretudo entre jovens de idade entre 16 a 24 anos. Nessa faixa, três a cada quatro entrevistados cearenses disseram não saber quem desejam eleger. Apenas 25% já definiram em quem votar para a Câmara dos Deputados, com indecisos chegando a 75%.
O mesmo desinteresse entre mais jovens se repete na disputa para a Assembleia, onde apenas 28% dos entrevistados entre 16 e 24 anos disseram ter voto definido. Outros 72% ainda não escolheram um candidato.
A falta de convicção no voto também ocorre entre pessoas de menor escolaridade e renda familiar. Entre eleitores que vivem com até dois salários mínimos por mês, 73% disseram não ter definido voto para deputado federal e 68% para deputado estadual. Entre quem ganha mais de cinco mínimos, a definição para a Câmara já chega a 53% e para a Assembleia 50%.
(Carlos Mazza - O Povo)