terça-feira, 23 de setembro de 2014

Camilo recebe apoio de produtores culturais e donos de bares

Foto: Divuilgação

O coordenador do Comitê da Cultura, Tiago Santana, reuniu-se com donos de produtoras, proprietários de bares e produtores de festivais para discutir ações voltadas para a promoção da cena artística e cultural cearense. No encontro, estiveram presentes produtores de eventos de todo o Estado, como a Feira da Música, Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga, Festival de Teatro Infantil, Festival PontoCe, Festival de Teatro de Acopiara, Geen Day Eco Festival, além de empresários promotores de shows.
Entre os pontos apresentados por Tiago Santana estão a vinculação de 1,5% do orçamento estadual para a Cultura, a reestruturação da Secult com realização do primeiro concurso público para a pasta e a descentralização das ações com foco no interior do Estado. “Existe uma ausência de estrutura no interior do Ceará que é incrivelmente rico em termos de expressão artística. Nós temos competência e propostas que podem reverter essa situação. Elas passam não só pela criação de novos espaços de formação e fruição, mas também pela ocupação dos espaços que já existem e podem ser potencializados com uma programação baseada numa rede de circulação sistematizada e apoiada pelo Estado”, explicou Tiago.
Para Rachel Gadelha, diretora do Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga, a "Cultura" está com Camilo. "Conheci o Camilo há alguns anos, num projeto que desenvolvi para o Ibama. Ele, além de ser uma pessoa dedicada, é extremamente acessível, com capacidade para ouvir. E a Izolda é uma das figuras públicas que eu mais admiro no Ceará. Então estou com Camilo", declarou produtora.
Músicos como Mimi Rocha e Rodger Rogério, que também participaram do encontro manifestaram seu apoio à candidatura de Camilo. "Nunca houve nas histórias das campanhas eleitorais um momento como esse em que a cultura é convidada para dialogar, discutir e apresentar suas demandas. Fico feliz em ver que com esse grupo existe espaço para o diálogo. Isso é muito importante", afirmou o guitarrista que é uma das principais referências da cena musical da cidade.
Tiago Santana disse, ainda, que esse processo de diálogo será uma das marcas da gestão de Camilo. "Eu sou produtor cultural e militante do campo da Cultura,conheço as dificuldades e compartilho delas. A cultura historicamente é um campo frágil por isso, tomo pra mim a responsabilidade de manter esse diálogo não só durante, mas principalmente, depois da campanha, quando o Camilo for eleito", garantiu o fotógrafo.
(Assessoria de Imprensa)