sábado, 19 de abril de 2014

CNJ investiga quatro desembargadores do TJCE, diz Correio Brasiliense

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está investigando a atuação de quatro desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), informa a edição deste sábado (19) do jornal Correio Braziliense.
Na última semana o presidente da corte, Gerardo Brígido, confirmou a denúncia da venda de habeas corpus durante os final de semana, com valores que podem chegar a R$ 150 mil. A denúncia envolve também representantes do Ministério Público e advogados. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE) encaminhou ofício ao tribunal solicitando os nomes dos advogados suspeitos de participar do suposto esquema.
“Para falar como está falando, o desembargador (presidente) já deve ter os dados concretos”, afirmou o presidente da OAB-CE, ao enviar o ofício ao Tribunal. “OAB é órgão federal responsável pela apuração e pela punição de advogados que venham a cometer ilícitos”, justificou. Valdetário Monteiro defendeu “cautela” para o caso e “atenção especial” em assegurar a ampla defesa e o contraditório para “qualquer que seja a suspeita e qualquer que seja o envolvido”.
(Cearanews7.com)